Bacon liberado na dieta? Sim!

Fala galera!
Tem aquela orientação nutricional que fala que não pode e aquela outra que diz que pode incluir bacon na dieta. Agora o quanto e quantas vezes por semana o bacon, com toda aquela crocância, vai te fazer feliz depende também se pretende continuar a emagrecer ou engordar.
Porque segundo as pesquisas,  o bacon ( a carne de porco) não faz mal a saúde.
O bacon é basicamente fonte de gorduras saturadas, aquelas que, em excesso na dieta,  EM EXCESSO, acarretam aumento do colesterol, de peso e de risco para desenvolvimento de problemas cardiovasculares.

Existem dois macronutrientes essenciais nos alimentos: gorduras e proteínas. “A gordura tem o menor impacto na glicemia e na produção da insulina.”

É a produção desregulada de insulina que cria no corpo a condição de acumular tecido adiposo. “O consumo de gordura também induz à saciedade e à sensação de estômago cheio”, afirma, destacando a importância de se consumir a gordura de alimentos verdadeiros.

 A crença de que o consumo de gordura leva a problemas cardíacos existe por pesquisas desatualizadas de 30 anos atrás, e eu concordo plenamente com esta afirmação.

“Em 2014, o erro de condenar a gordura foi corrigido, quando foi feita uma revisão de 76 estudos com mais de 600 mil participantes de 18 países, que chegou à conclusão de que nem as gorduras monossaturadas e nem as saturadas possuem qualquer relação com doenças cardiovasculares”.

O consumo de alimentos ricos em gordura saudável, como carnes, óleos, sementes e oleaginosas, e até frutas ricas em gordura, como o abacate, podem ajudar o corpo a se reprogramar para não acumular gordura.

Quando se corrige a ingestão de carboidratos, ele começa a desbloquear a queimar gordura ao invés de queimar somente açúcar (glicose), passando a liberar as travas hormonais que dificultam o emagrecimento, e que ocorrem justamente devido ao alto consumo de carboidratos de má qualidade.

“No entanto, é um correto ajuste da ingestão de gorduras naturais junto com a correção dos carboidratos que irá ter um papel fundamental na reprogramação do metabolismo e na saciedade”.

Entres as gorduras boas estão o abacate, as oleaginosas,o ovo e o bacon.

Se for para comer frito, aproveite a própria gordura do bacon,  Quando frita o bacon em óleo, você está acrescendo mais gordura ao alimento, aumentando ainda mais o valor calórico. 

Mas, afinal, pode ou não pode?

Uma pessoa que consome esporadicamente, uma vez por mês ou menos, pode comer sem se preocupar com a quantidade. Mas se você não abre mão do bacon na sua dieta, recomenda-se o consumo de até uma vez por semana, em quantidade moderada, no máximo 20g.
 Se você não tem a opção de comprar o seu toucinho diretamente do produtor, coma o  bacon de supermercado e corra seu próprio risco. De um modo geral , quanto menos ingredientes artificiais em um produto, melhor. Você pode comprar o bacon livre de nitrato, mas eu não acho que vale a pena o custo extra – nitratos são inofensivos. Se você quiser fazer o seu próprio bacon. Compre a barriga do porco, processe e prepare o bacon.
0 Comments

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.